frittata de tomate e ervilha

almocinho rápido de domingo-preguiça, pronto em menos de 20 minutos.

ingredientes

125g de ervilhas frescas ou congeladas. eu prefiro usar ervilha congelada a usar aquelas de lata. o sabor é mil vezes melhor, a textura é mais firme e a cor é mais viva.

2 colheres de sopa de azeite

cebolinha verde fatiada

1 dente de alho picadinho

125g de tomate cereja cortados ao meio

6 ovos (não se assuste, a receita inteira faz 4 pratos)

um punhado de hortelã picadinha

sal e pimenta

preparo

se usar ervilha fresca, cozinhe por 3 minutos em água fervente com sal.

numa panela anti-aderente, refogue as cebolinhas e o alho por 2 minutos e depois acrescente os tomates e as ervilhas.

bata os ovos com a hortelã e tempere com sal e pimenta. espalhe essa mistura sobre os legumes e cozinhe por 4 minutosa, até ficar firme.

o próximo passo você pode fazer de várias maneiras:

– vire a frittata para um prato grande e volte com o outro lado para a panela. como a minha frigideira pesa 98kgs, essa não é uma opção viável.

– tampe a panela, abaixe o fogo e deixe cozinhar mais uns 3 minutos. faço desse jeito, mas só vale se a panela realmente ficar tampada. caso contrário, o ovo não vai cozinhar na parte de cima.

– essa é a dos sonhos: se você tiver um forno com grill elétrico, transfira a panela (se for toda de metal, claro) e cozinhe por mais 3 minutos. dá pra colocar umas raspas de parmesão aqui, o queijo vai derreter e gratinar.

sirva com uma saladinha verde e pronto!

preciso trabalhar nas minhas técnicas de apresentação...

torres de berinjela, tomate e mozzarella

um mimo de acompanhamento…

ingredientes

1 berinjela, cortada em 8 fatias

250g de mozzarella de búfala, cortadas em 8 fatias (usei aquelas em bolinhas)

8 fatias de tomate

2 colheres de sopa de azeite

pesto para servir

preparo

se você tiver uma grelha, grelhe as fatias de berinjela por uns 3 minutos de cada lado. eu usei uma frigideira bem grossa e quente até que elas ficassem douradas, mas sem amolecer.

preparando as torres: unte uma assadeira com o azeite. coloque 4 fatias de berinjela na assadeira, cobertas por uma fatia de tomate e de mozzarella de búfala. repita as camadas, temperando cada uma com sal e pimenta. ao final, segure as torres com um palito no centro. asse em forno pré-aquecido a 200ºC por 10 minutos.

na hora de servir, retire o palito e regue com uma colherada de molho pesto.

torres de berinjela, tomate e mozzarella

lasanha de cogumelo, abobrinha e mascarpone

ingredientes

1/3 xícara de cogumelo seco (é um saquinho desses de 20g que vende no mercado)

400g de cogumelo fresco fatiado

2 abobrinhas fatiadas

3 colheres de sopa de azeite

8 folhas de lasanha (essa é quantidade da receita original, mas vale o bom senso na hora de montar o prato)

2 dentes de alho picadinhos

250g de mascarpone

3 colheres de sopa de dill ou estragão (não tinha, usei manjerona. cozinhar é assim, a gente usa o que tem o armário)

1 colher de sopa de manteiga

sal e pimenta

preparo

coloque o cogumelo seco de molho e água fervente (apenas o suficiente para cobri-los) enquanto você prepara o resto dos ingrediente, mais ou menos uns 10-15 minutos.

misture numa vasilha o mascarpone, alho, dill (ou estragão ou manjerona). eu acrescentei parte da água onde os cogumelos secos ficaram de molho, só pra acentuar o sabor que eu adoro!

refogue os cogumelos frescos e secos (agora reidratados) e abobrinhas na manteiga e metade do azeite por 6-7 minutos. tempere com sal e pimenta.

Abobrinhas e cogumelos

cozinhe as folhas de lasanha aos poucos em bastante água e sal, para que elas não grudem umas nas outras. acho bacana deixar todo o recheio pronto, picado e fatiado à disposição, daí é só ir cozinhando as folhas de massa conforme você for montando o  prato.

dá pra ver que tá toda desbeiçada? pois é.

montando a lasanha: unte um refratário com um fiozinho de azeite e coloque uma camada de massa. gosto de começar com a massa para formar uma base e a lasanha não se desbeiçar na hora de servir (apesar de que, a minha lasanha SEMPRE desaba). coloque 1/3 do recheio e 1/3 da mistura de mascarpone (ele provavelmente vai derreter na hora, NHAM!). cubra com mais uma folha de lasanha e repita até acabar o recheio. leve ao forno pré-aquecido bem quente; como todos os ingredientes estão cozidos, a lasanha fica pronta em no máximo cinco minutos!

NHAM!

considerações

sobre a massa. dê uma olhada nas instruções da embalagem. algumas massas precisam ser cozidas antes de se montar a lasanha, outras podem ser colocadas secas e vão cozinhar com o molho da sua lasanha (obviamente, essas dependem do tipo de recheio). usei uma dessas que cozinham no forno, mas como o meu recheio não tinha muito caldo, preferi fazer o pré-cozimento em água.

sobre a lasanha. não sou muito fã de lasanha e NUNCA peço em restaurantes. as massas mais baratas costumam ser mais grosseiras e pesadas e eu abomino lasanha massuda. pra essa receita usei a marca barilla, fininha, leve, excelente. a quantidade de camadas vai depender do seu gosto pessoal. particularmente, acho que duas camadas de massa (além da base) são o ideal. o prato fica mais leve e o recheio sobressai.

sobre o cogumelo. pode usar cogumelo em conserva? NÃO. N-A-O-TIL. fui clara? não mesmo, champignon em conserva em um horror, é pavoroso. investe em duas bandejinhas de cogumelo fresco, custa mais caro (uns 10 reais cada uma), mas vai compensar no sabor. e outra coisa, nós estamos falando em 20 a 30 reais de ingredientes para fazer 4 PRATOS de alta qualidade, ok? relação custo-benefício mais que excelente, na minha humilde opinião. você pode usar shitake, portobello, cardoncello, pleurotus e até shimeji. o shitake e o portobello são mais carnudos, funcionam bem. eu evitaria o cogumelo paris, que é mais esponjoso, levinho demais (mas foi o que usei nessa receita, era o que tinha no mercado).

arroz de côco com molho de amendoim

mexi bastante nessa receita, vou postar a receita original e minhas adaptações

ingredientes

1 1/4 xícara de arroz de jasmim thai

100ml de leite de côco

1/2 colher de chá de pimenta calabresa

1 colher de chá de açúcar

um punhado de coentro picado

4 folhas de bananeira (risos)

1 limão

1 mamão papaya em cubinhos

um maço de cebolinhas (o talo verde, não uma cebola pequenininha néam?)

3/4 xícara de castanha de caju

sal e pimenta

molho (original)

1/2 cebola picadinha

1 talo de capim limão fatiado fininho

4 colheres de sopa de manteiga de amendoim

1 colher de sopa de açúcar mascavo

2 colheres de leite de côco

2 colheres de sopa de molho de soja (shoyu)

preparo

misture o arroz com o leite de côco e 350ml de água. deixe ferver, abaixe o fogo e cozinhe por 5 minutos mexendo constantemente, até a água ter sido quase toda absorvida e a mistura ficar cremosa. remova a panela do fogo, misture a pimenta calabresa, sal, açúcar e coentro.

dividao arroz em quatro porções no centro das folhas de bananeira. dobre como um pacotinho, coloque numa assadeira e asse no forno pré-aquecido a 220°C por 5 minutos, até as folhas ficaram amarronzadas. alternativamente, você pode usar papel específico para assar, vende no mercado. eu não fiz nada disso, deu preguiça: acrescentei mais um copo de água e cozinhei o arroz por mais uns 8 minutos, hehe.

enquanto isso, faça o molho. coloque todos os ingredientes numa panela pequena e aqueça gentilmente até que a mistura fique consistente, mexendo com frequência. aqui eu mudei completamente: não curto manteiga de amendoim e não encontrei capim limão fresco. sendo assim, fiz o molho com a cebola, açúcar mascavo, leite de côco, shoyu e acrescentei duas colheres de manteiga normal, uma colher de amendoim torrado, cebolinha cortada em tiras (dando preferência às partes mais branquinhas e firmes) e umas folhas secas de capim limão, que retirei do molho na hora de servir.

retire o arroz do forno, abra os pacotinhos e acrescente os cubos de mamão, cebolinha, castanha, raspas e suco do limão. regue com o molho e sirva em seguida.

Feijão vermelho com côco e castanha de caju

aê, finalmente uma receitinha vegana! excelente varação para o feijão seu de cada dia!

ingredientes

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de óleo de gergelim torrado

2 cebolas picadinhas

2 cenouras pequenas em cubinhos

3 dentes de alho picadinhos

1 pimentão vermelho picado

2 folhas de louro

1 colher de sopa de páprica

3 colheres de sopa de extrato de tomate

400ml de leite de côco

1 lata de tomate pelatti

15oml de caldo de vegetais

400g de feijão vermelho cozido (a receita original usa feijão industrializado, mas eu venci a preguiça e COZINHEI FEIJÃO!)

1 xícara de castanha de caju

um punhado de coentro picado

sal e pimenta

preparo

cozinhe o feijão em água com sal e umas folhinhas de louro. como não tenho panela de pressão, deixei cozinhando por 1 hora, escorri e reservei o caldo, que usei para substituir o caldo de vegetais da receita original.

refogue a cebola e a cenoura no azeite e óleo de gergelim por 3 minutos. adicione o alho, pimentão e louro e refogue por 5 minutos, até a cenoura estar macia e  douradinha.

misture a páprica, extrato de tomate, leite de côco, tomate, caldo e feijão e deixe ferver. abaixe o fogo e deixe cozinhar destampado por 12 minutos.

acrescente a castanha de caju e coentro, misture bem e sirva com arroz.

Pulao de espinafre e grão de bico

pulao é arroz com misturinhas, não precisa ficar com medo não!

ingredientes

15g de manteiga

1 colher de sopa de azeite

1 cebola picadinha

1 colher de chá de semente de cominho

2 colheres de chá de semente de coentro em pó

2 dentes de alho picadinhos (eu uso um mini-ralador)

1 colher de chá de gengibre (fresco!) ralado

2 colheres de chá de dill picadinho (esqueci de comprar, mas ficou ótimo do mesmo jeito)

100g de espinafre picado (não precisa ser micro, né?)

400g de grão de bico (tava preguiçosa, usei grão de bico bonduelle mesmo)

225g de arroz basmati (dá uma lavada e depois escorre)

600ml de caldo de vegetais fervente (usei água pura)

sal e pimenta

preparo

aqueça a manteiga e o azeite numa panela e frite a cebola em fogo médio até ficar dourada.

adicione o cominho, coentro, alho, gengibre, espinafre, grão de bico, dill e arroz e refogue por uns 2 minutos.

adicione o caldo e tempere com sal e pimenta. deixe cozinhar tampado por 10 a 12 minutos.

retire a panela do fogo e deixe descansar por 8 minutos. sabe aquele truque de vó de abafar a panela de arroz? não sei por que, mas super funciona.

o arroz basmati é mais pegadinho, dê uma afofada com um garfo antes de servir.

“panner” tika

paneer tikka

paneer é um tipo de queijo molinho de fazer, só precisa de leite integral e limão. mas como eu sou preguiçosa (risos) e gorda (risos), substituo por queijo coalho. acho que queijo minas seria mais aproximado, mas eu detesto queijo minas.

quem quiser a receita, é só pedir.

ingredientes

1 colher de sopa de azeite

15g de manteiga

1 colher de chá de semente de cominho

200g de cogumelo fatiado fininho (escolha um mais firme, tipo cogumelo paris)

200g de queijo cortado em cubinhos

1 colher de chá de garam masala

1 colher de sopa de suco de limão

um punhado de coentro fresco picadinho

hortelã picadinha pra finalizar

sal e pimenta

preparo

aqueça o azeite e a manteiga numa frigideira e frite o cominho e os cogumelos por 6 minutos.

acrescente o queijo, sal, pimenta, masala, coentro e suco de limão e cozinhe em fogo baixo por mais 8 minutos, mexendo de vez em quando.

na hora de servir, jogue um pouquinho de hortelã por cima e pronto.

OBS: eu frito os cubinhos de queijo coalho antes de voltar com eles pra frigideira de cogumelos.